Última hora

Última hora

Protestos mancham dia nacional da Hungria

Em leitura:

Protestos mancham dia nacional da Hungria

Tamanho do texto Aa Aa

Os ovos e os tomates atirados contra figuras públicas não arruinaram o sentido solene das comemorações do 15 de Março, o dia nacional da Hungria. Mas os protestos em Budapeste espelham os movimentos de contestação na capital húngara e que autoridades receiam que possam provocar violência.

A festa nacional pela revolta húngara contra os Habsburgos em 1848 é aproveitada para protestos populares desde os tempos do regime comunista.

Mas desta vez as autoridades temem o pior. A polícia diz ter descoberto uma fábrica de “cocktails Molotov” num apartamento da capital. Um jovem de 19 anos foi detido, tendo confessado que se preparava quase uma centena de bombas incendiárias para distribuir durante as manifestações desta quinta-feira.

O primeiro-ministro Ferencs Gyurscany está sob pressão política e popular para se demitir desde o ano passado, depois de ter sido divulgada uma gravação em que assume ter mentido sobre a prosperidade económica para ganhar as eleições.