Última hora

Última hora

Três candidatos podem chegar à segunda volta nas presidenciais francesas

Em leitura:

Três candidatos podem chegar à segunda volta nas presidenciais francesas

Tamanho do texto Aa Aa

Já lá vai o tempo em que Ségolène Royal estava praticamente garantida numa segunda volta das presidenciais francesas.

A festa socialista este domingo na Porta de Versalhes em Paris renovou a confiança da candidata, até porque subiu um ponto percentual nas intenções de voto. Mas Ségolène tem agora não um, mas dois fortes rivais. Nicolas Sarkozy e François Bayrout, o candidato centrista da UDF. Talvez por isso foi cantada a Marselhesa pela primeira vez num encontro de campanha de Ségolène Royal

Enquanto a socialista subiu nas sondagens dos 23 para os 24%, o principal rival, e apontado como favorito, Nicolas Sarkozy desceu dois por cento nas intenções de voto.

No entanto, continua a ser apontado como garantido numa segunda volta das presidenciais.

Quem teve uma subida fulgurante nas sondagens foi François Bayrout, o candidato do centro, que surge nas sondagens com cerca de 23% dos votos.

Na prática, Bayrout tem apenas três por cento de diferença nas sondagens em relação ao favorito Nicolas Sarkozy.

Quer isto dizer que se as eleições fossem hoje, havia três fortes candidatos na corrida à segunda volta.

Jean Marie Le Pen, o candidato da extrema-direita, surge distanciado nas sondagens com 14%, mas nas últimas presidenciais a força do candidato da Frente Nacional também foi desvalorizada e Le Pen acabou por conseguir enfrentar Jacques Chirac na da segunda volta das presidenciais.