Última hora

Última hora

Battisti detido em Copa Cabana

Em leitura:

Battisti detido em Copa Cabana

Tamanho do texto Aa Aa

O mais procurado dos foragidos à justiça italiana, Cesar Battisti, foi detido no Rio de Janeiro. Battisti, de 52 anos, condenado a prisão perpétua em Itália, por quatro assassinatos, foi interpelado em Copa Cabana e está nas instalações da Polícia Federal. O responsável da polícia de Roma, que coordenou a operação a partir de Itália, explica que Battisti estava a ser seguido, mudou de domicílio e de cartão de telemóvel diversas vezes, tornando-se dificil de localizar, mas finalmente, foi possível”.

A Justiça italiana condenou-o a prisão perpétua por crimes cometidos durante os chamados “anos de chumbo”, mas no seu exílio em França ao abrigo da jurisprudência de Miterrand e do apoio da esquerda intelectual tornou-se escritor de policiais. Em Fevereiro de 2004, é detido e um tribunal francês dá luz verde à extradição pedida pelas autoridades italianas desde os anos 90.

Num livro publicado em 2006, Battisti garante que nunca matou ninguém. Uma das suas vítimas, Alberto Torregiani, não entende o apoio que recebeu em França: “Eu estou a pagar com prisão perpétua também ao viver nesta cadeira de rodas. Nós pedimos à justiça que faça justiça e esperamos que ele e outras pessoas como ele paguem com prisão perpétua”.

Alberto Torregiani, é filho de um ourives morto em 1979, durante um assalto à sua ouriversaria, que ficou paraplégico ao ser atingido por um projectil de uma arma de fogo. Este é um dos crimes pelos quais Battisti foi condenado. O Brasil tem acordo de extradição com a Itália, mas o porcesso poderá demorar ainda seis meses. Até lá ficará detido em Brasilia