Última hora

Última hora

Dezenas de pessoas ainda desaparecidas após explosão em mina russa

Em leitura:

Dezenas de pessoas ainda desaparecidas após explosão em mina russa

Tamanho do texto Aa Aa

Na Rússia, com o passar das horas diminuem as esperanças de encontrar com vida os mineiros desaparecidos. A explosão de gás metano na mina de carvão fez 78 mortos, mas ainda estão desaparecidas cerca de 50 pessoas, entre elas um britânico, que inspeccionava o novo sistema de segurança. O ministro russo das Situações de Emergência e psicólogos foram enviados para o local. As operações de resgate prosseguem apesar de dificultadas pelo fumo nas galerias, pelo risco de desmoronamentos e os destroços, como explica o governador da região de Kemerovo, Aman Tuleyev.

As autoridades já anunciaram indemnizações de cerca de 30 mil euros por cada vítima mortal. A mina de Ulyanovskaya, na região de Kemerovo, centro da exploração do carvão, era moderna e abriu em 2002. Este é o pior acidente da última década na indústria mineira russa, embora os dramas sejam frequentes. Na altura da explosão cerca de 200 mineiros estavam a 270 metros de profundidade. Cerca de 80 mineiros foram resgatados com vida, cinco encontram-se em estado grave.