Última hora

Última hora

"73% dos europeus defendem independência do BCE"

Em leitura:

"73% dos europeus defendem independência do BCE"

Tamanho do texto Aa Aa

A introdução da moeda única premitiu criar mais de 12 milhões de empregos, nos últimos oito anos. É desta forma, que o presidente do Banco Central Europeu responde às críticas lançadas sobre o euro durante a campanha às presidenciais francesas.

Em Bruxelas, Jean-Calude Trichet realçou as vantagens da moeda na zona euro e manifestou-se contra qualquer espécie de ingerência política, que afecte a independência do Banco Central Europeu: “73% dos europeus da zona euro e dos franceses defendem a independência do Banco Central em relação aos governos para assegurar a estabilidade dos preços.”

Declarações, que surgem depois de Nicolas Sarkozy e Ségoléne Royal, favoritos na corrida às presidenciais, terem acusado o presidente do Banco Central de utilizar uma política economica pouco flexível, que penaliza as exportações francesas. O BCE instituído em 1998 funciona com total independência. Para o desempenho das suas funções trabalha em conjunto com o Sistema Europeu de Bancos Centrais, que engloba os 27 países da União.