Última hora

Última hora

Londres quer reduzir o uso de passaportes falsos

Em leitura:

Londres quer reduzir o uso de passaportes falsos

Tamanho do texto Aa Aa

O governo de Blair decidido a combater o uso fraudulento de passaportes britânicos. O ano passado foram descobertos dez mil casos entre os quais estão o de dois muçulmanos condenados por terrorismo. Um deles, o indiano Dhiren Barot, foi condenado o ano passado a prisão perpétua por planear ataques com armas químicas contra instituições financeiras no Reino Unido e nos Estados Unidos.

Segundo o serviço de concessão de bilhetes de identidade e passaportes dependente do Ministério do Interior, Barot chegou a possuir sete passaportes no seu nome e outros dois com identidade falsa. Damian Green dos Tories defende um maior controlo sobre a concessão de passaporte e denunciou a “escandalosa omissão” das autoridades e o “caos no sistema de concessão deste documento .

Um controlo a introduzir em Maio próximo deverá incidir sobre os maiores de 16 anos que nunca foram titulares de passaporte, implicando 600.000 entrevistas anuais. Um dos envolvidos nos atentados de Casablanca em Marrocos em 2003, Já Benyaich, a cumprir 28 anos de prisão em Marrocos possuia um um passaporte em nome de um cidadão britànico residente em Brighton, sul de Inglaterra.