Última hora

Última hora

Acordo histórico na Irlanda do Norte

Em leitura:

Acordo histórico na Irlanda do Norte

Tamanho do texto Aa Aa

O protestante Ian Paisley e o católico Gerry Adams chegaram esta segunda-feira a um entendimento para formar um governo de coligação no país. O novo executivo será apresentado dia 8 de Maio e tentará unir o povo norte-irlandês. Em declarações aos jornalistas, Paisley disse que “não devemos permitir que a nossa aversão justificada sobre as tragédias do passado se transforme numa barreira para criar um futuro melhor e mais estável para as nossas crianças. E olhando para esse futuro, nunca devemos esquecer aqueles que sofreram durante o período negro.”

Uma visão também partilhada por Gerry Adams, líder do Sinn Feinn, que referiu que “Todos percorremos um caminho muito longo no processo de fazer a paz e de reconciliação nacional. Temos consciência das muitas pessoas que sofreram. Por elas, temos obrigação de construir o melhor futuro possível. É tempo de sermos generosos. É tempo de pensarmos no bem comum e no futuro do nosso povo.”

O Partido Unionista Democrata e o Sinn Fein foram as formações políticas mais votadas nas eleições legislativas regionais de 7 de Março, com respectivamente 36 e 28 lugares dos 108 da Assembleia norte-irlandesa. Se até à meia-noite desta segunda-feira não houvesse acordo, a Assembleia recentemente eleita seria dissolvida e a Irlanda do Norte continuaria sob administração de Londres.