Última hora

Última hora

Teerão limita cooperação com as Nações Unidas

Em leitura:

Teerão limita cooperação com as Nações Unidas

Tamanho do texto Aa Aa

O Irão está decidido a fazer prova de força face às novas sanções da ONU. O presidente Mahmud Ahmadinejad afirmou, num comunicado divulgado na sua página da internet, que Teerão “não vai parar a actividade nuclear legal e pacífica nem por um segundo por causa de uma resolução ilegal”.

O regime iraniano decidiu limitar a colaboração com a Agência Internacional da Energia Atómica, deixando de declarar planos para construir novas instalações relacionadas com o nuclear.

O chefe da diplomacia iraniana diz que “há duas soluções para resolver o assunto (…), a via diplomática baseada na cooperação (…) ou a confrontação”. Manuchehr Mottaki afirma que “a resolução é a escolha errada e terá as suas consequências”.

O texto redigido pela França, Reino Unido e Alemanha e adoptado por unanimidade no Conselho de Segurança das Nações Unidas prevê o embargo à compra de armas ao Irão e limitações à venda de armamento ao país. Incluiu ainda restrições financeiras e comerciais, bem como às deslocações de personalidades iranianas ligadas ao programa nuclear.