Última hora

Última hora

Prodi enfrenta novo teste no Senado

Em leitura:

Prodi enfrenta novo teste no Senado

Tamanho do texto Aa Aa

O senado italiano vota o refinanciamento da missão militar no Afeganistão assunto de divisões no seio da União de Esquerda. Uma votação que comporta um risco real para Romano Prod, um mês depois de ter ultrapasado uma crise que teve a mesma origem.

O centro-esquerda só dispõe no senado de uma maioria de dois votos. O secretário do partido de Democratas de Esquerda, Piero Fassino lança um apelo à responsabilidade justificando que nada mudou ao nível dos compromissos da Itália com o Afegnasitão.

O partido do centro-direita da UDC anunciou no fim-de-semana que votaria a favor do texto governamental. A oposição diz que se o texto passar com os votos da UDC Prodi deve demitir-se. O lider do partido da Aliança Nacional ameaça que se o texto do decreto não for alterado votará contra por considerar “irresponsável enviar soldados para a guerra sem meios para enfrantar os terroristas”.

O Afeganistão é um dos temas quentes da política externa italiana sobretudo depois do rapato do jornalistas Mastrogiacomo libertado em troca da entrega de cinco prisoneiros taliban, o que valeu a Roma duras críticas por parte de Wshington.
Em Roma uma manifestação exige o regresso imediato das tropas a casa e a libertação dos dois afegão raptados com o jornalistas italiano e ainda desaparecidos.

.