Última hora

Última hora

Rússia e Letónia acordam traçado definitivo da fronteira comum

Em leitura:

Rússia e Letónia acordam traçado definitivo da fronteira comum

Tamanho do texto Aa Aa

Após 10 anos de impasse, Rússia e Letónia viram a página da era soviética, demarcando finalmente as fronteiras que os separam em nome das boas relações diplomáticas. Os chefes do governo dos dois países assinaram hoje em Moscovo um acordo que estabelece o traçado definitivo da fronteira comum – 276Km que fazem parte do limite nordeste da União Europeia.

Para o primeiro-ministro russo Mikail Fradkov, “este é um passo importante para a aproximação entre os dois países mas há ainda muito trabalho a fazer. Nós estamos prontos para caminhar lado a lado e esperamos a mesma atitude do lado letão”. A antiga república soviética, a primeira a separar-se do bloco em 1991, abandonou qualquer direito a reclamar território russo.

Até 2005 Riga exigia a devolução do distrito de Pytalovo, citando um tratado de 1920 anterior à ocupação Soviética em 1940. O entendimento firmado hoje é considerado tão mais importante quanto a Letónia exigia até hoje desculpas de Moscovo. O objectivo agora é de reforçar os laços comerciais com um dos seus maiores parceiros económicos.

Com a assinatura do acordo a Rússia ensaia uma aproximação aos estados bálticos para acalmar as tensões entre nacionalistas e comunidades russófonas. O próximo capítulo será a definição da fronteira Estónia, um dos países mais sacrificados por décadas de repressão soviética.