Última hora

Última hora

Grã-Bretanha quer que Conselho de Segurança condene detenção dos 15 marinheiros britânicos

Em leitura:

Grã-Bretanha quer que Conselho de Segurança condene detenção dos 15 marinheiros britânicos

Tamanho do texto Aa Aa

A Grã-Bretanha quer o apoio do Conselho de Segurança das Nações Unidas no caso da detenção dos 15 marinheiros britânicos por forças iranianas. É a reacção do governo à proposta das autoridades iranianas de libertar a única mulher entre os militares detidos, em troca da confirmação pública por parte de Downing Street de que os marinheiros se encontravam em situação ilegal em águas iranianas, no momento da captura.

A notícia é avançada pela Agência Reuters que cita uma versão do texto que o executivo de Tony Blair vai apresentar na próxima quinta-feira no Conselho de Segurança.

O ministro britânico da Defesa, Des Brown, diz que viu o vídeo com as imagens dos 15 militares, não quer entrar em polémicas sobre o que foi dito e em que circunstâncias ocorreram, só pode dizer que tudo isto é inaceitável.

As autoridades britânicas garantem ter visionado imagens satélite que confirmam que os 15 militares se encontravam a quase duas milhas náuticas em águas iraquianas, e não iranianas. Teerão não está de acordo.

A adopção de uma resolução pelo Conselho de Segurança da ONU requer a unanimidade dos 15 membros permanentes.