Última hora

Última hora

Líderes árabes apoiam proposta de paz israelo-palestiniana

Em leitura:

Líderes árabes apoiam proposta de paz israelo-palestiniana

Tamanho do texto Aa Aa

Os líderes arabes, reunidos desde ontem em Ryad, apelaram em uníssono a Israel para que aceite a proposta de regressar às fronteiras de 1967. O texto, apresentado há cinco anos pela diplomacia árabe, é visto agora como a última oportunidade para reatar o processo de paz israelo-palestiniano, sendo apoiado pela ONU e pela Uniao Europeia.

O presidente Mahmoud Abbas, que se endereçou esta manhã à conferência da Liga Árabe, afirmou mesmo que a rejeição da proposta poderá abrir caminho a um novo ciclo de violência.

Abbas votou a favor do projecto na conclusão da cimeira, no entanto o seu primeiro ministro, Ismael Hanieh, absteve-se. O Hamas nao vê com bons olhos a emenda proposta por Israel relativamente ao direito ao regresso dos refugiados palestinianos.

A proposta que vai ser debatida na ONU nos próximos meses prevê a retirada israelita do território ocupado após 1967 e um Estado palestiniano com Jerusalém-Leste como capital. Em troca, os países árabes estão dispostos a reatar relações com Israel. No texto final da cimeira de Ryad, os responsáveis da Liga Árabe lançaram o alerta para o risco de uma nova corrida ao armamento, face à crise vivida no Iraque e no Irão.