Última hora

Última hora

Supremo dos EUA condena políticas ambientais de Bush

Em leitura:

Supremo dos EUA condena políticas ambientais de Bush

Tamanho do texto Aa Aa

O supremo tribunal do Estados Unidos afirmou esta segunda-feira que a Agência Nacional de protecção ambiental procedeu mal ao não considerar os gases na origem do aquecimento global como factores poluentes.

Uma decisão da mais alta instância norte-americana que penaliza as políticas defendidas pela administração Bush.

O tribunal considerou que a Agência Ambiental não ofereceu uma justificação fundamentada ao recusar-se regular as emissões de dóxido de Carbono e outros gases provenientes de carros, camiões e actividades industriais.

Entretanto, na Europa, começou a reunião inter-governamental de peritos em assuntos climáticos.

Em Bruxelas os organizadores do evento apelaram aos países desenvolvidos para que assumam o combate ao aquecimento global.

Os países ricos, sobretudo os Estados Unidos e a Austrália, que não assinaram o protocolo de Quioto, foram confrontados com as suas responsabilidades face ao aumento do efeito de estufa no planeta.

A conferência vai discutir o segundo maior relatório sobre alterações climáticas anível global que será publicado no fim desta semana.