Última hora

Última hora

Divergências acerca de plano para futuro estatuto do Kosovo

Em leitura:

Divergências acerca de plano para futuro estatuto do Kosovo

Tamanho do texto Aa Aa

A primeira reunião do Conselho de Segurança para debater o polémico plano das Nações Unidas para o futuro estatuto do Kosovo evidenciou sobretudo diferenças de opinião. O embaixador britânico na ONU e presidente do Conselho em Abril, Emyr Jones Parry, fala num “apoio considerável” à proposta do mediador finlandês, Marti Ahtisaari.

O presidente do Kosovo, Fatmir Sejdiu, considera que “após 14 meses de negociações” é preciso “concluir a proposta o mais rápido possível”.

Mas a hipótese de uma independência sob tutela internacional avançada por Ahtisaari continua a contar com forte oposição de Belgrado.

O primeiro-ministro sérvio, Vojislav Kostunica, “rejeita a proposta” e defende que “em vez do estatudo do Kosovo, Ahtisaari ocupou-se do estatuto da Sérvia, com fronteiras reconhecidas internacionalmente, o que envolve uma questão fundamental, a da integridade territorial e da soberania dos Estados existentes”.

Apesar de contar com o apoio da União Europeia e dos Estados Unidos, a proposta de Ahtisaari não convence a Rússia, com direito de veto no Conselho de Segurança. É assim pouco provável, para breve, uma resolução sobre o futuro do Kosovo.