Última hora

Última hora

Pelosi na Síria irrita Bush

Em leitura:

Pelosi na Síria irrita Bush

Tamanho do texto Aa Aa

Nancy Pelosi, a presidente da Câmara dos Representantes americana chegou à Síria esta terça-feira. Antes de se encontrar com o presidente do país, aproveitou para visitar a zona histórica da cidade. A sua viagem está a estragar o ambiente em Washington; uma vez que o presidente George W. Bush considera que a Síria faz parte dos países do eixo do mal.

E é precisamente por causa das questões ligadas ao terrorismo e os problemas no Iraque e no Líbano que Nancy Pelosi se deslocou a Damasco, e é recebida esta manhã em audiência por Al Assad.

Bush argumenta que a viagem de Pelosi à Síria envia sinais contraditórios para a região e, particularmente, ao presidente Al Assad.

Bush aproveitou ainda a ocasião, na conferência de imprensa que deu ontem na Casa Branca, para se pronunciar sobre a decisão do Congresso americano de reduzir as tropas no Iraque e impedir o financiamento dessa guerra: considera que a medida apenas contribui para manter os soldados americanos no Iraque longe das suas famílias durante mais tempo.

Em Dezembro do ano passado, um grupo de deputados republicanos e democratas já tinha viajado para a Síria, contra a vontade do presidente americano.

Bush quer manter a Síria fora das conversas do Ocidente sobre os problemas do Médio-Oriente…
para continuar a manobrar as tropas americanas no Iraque, sem entraves internos nem grandes pressões, a nível da política externa pró-americana na região.

Quanto a Nancy Pelosi, afirma-se confiante e realista, quanto aos objectivos da sua viagem à Síria.
Por seu lado, as autoridades de Damasco esperam que a visita de Pelosi contribua para o reequilíbrio da política americana no Médio-Oriente.