Última hora

Última hora

Familiares de vítimas de Srebrenica revoltados com penas "leves" de quatro ex-paramilitares sérvios condenados por Belgrado

Em leitura:

Familiares de vítimas de Srebrenica revoltados com penas "leves" de quatro ex-paramilitares sérvios condenados por Belgrado

Tamanho do texto Aa Aa

Os familiares das vítimas do massacre de Srebrenica estão revoltados com as condenações de quatro dos autores do crime.

Quatro antigos paramilitares sérvios foram condenados a penas entre 5 a 20 anos de prisão pelo envolvimento no massacre de Srebrenica em 1995.

O processo no Tribunal de Belgrado para os Crimes de Guerra começou há cinco meses. Os quatro condenados foram considerados culpados da execução de seis muçulmanos, de violar as leis internacionais e de crime de guerra contra a população civil. Um quinto elemento acusado de implicação no massacre foi ilibado.

Os quatro ex-paramilitares agora condenados foram reconhecidos num vídeo apresentado no Tribunal de Haya para a ex-Jugoslávia e pertenciam a uma unidade designada “Scorpions”, envolvida na eliminação de oito mil muçulmanos. É considerado como o pior massacre desde a Segunda guerra mundial.

Uma familiar das vítimas diz que não concorda com as penas pois um dos acusadoa foi ilibado e o outro condenado a apenas 5 anos de prisão.

Uma outra familiar considera que a Sérvia devia ter vergonha pelo que fez na Bósnia, pelas pessoas que mataram, houve um massacre, e diz que as armas e os canhões foram dados pelo Estado sérvio.

O Tribunal Internacional de Justiça considerou em Fevereiro que o Estado sérvio não é culpado nem cúmplice do genocídio de 1995.