Última hora

Última hora

Citigroup anuncia supressão de empregos

Em leitura:

Citigroup anuncia supressão de empregos

Tamanho do texto Aa Aa

17 000 empregos no Citigroup vão desaparecer, na sequência do plano de reestruturação anunciado hoje pelo presidente do banco norte-americano, Charles Prince. O número de supressões de emprego foi, afinal, menor que o esperado. Chegou a falar-se no fim de 25 000 postos de trabalho ou mais.

Prince está a sofrer pressões para reduzir os custos, devido à queda na cotação das acções do grupo.

Frank Braden, analista da Standard and Poors, explica que o Citigroup fez várias aquisições estratégicas recentemente, o que criou muitas redundâncias em termos de emprego, das quais o grupo tem agora que se livrar.

O Citigroup é o maior banco do mundo, com uma facturação, em 2006, de 112 mil milhões de euros e um quadro de 327 000 empregados.

O segundo lugar, em termos de volume de negócios,é ocupado pelo chinês China Construction Bank. Já em termos de número de empregados, é o britânico HSBC quem tem mais, logo a seguir ao Citigroup.

O presidente anunciou também um conjunto de deslocalizações. 9500 empregos vão mudar-se para países de custos mais baixos.

A maior de todas as divisões do Citigroup, a da banca de consumo, é a mais afectada com este plano.

A maioria destas supressões vai ser feita através da não-substituição dos trabalhadores que vão para a reforma.