Última hora

Última hora

Milhares de pessoas pedem nas ruas demissão do presidente do Quirguistão

Em leitura:

Milhares de pessoas pedem nas ruas demissão do presidente do Quirguistão

Tamanho do texto Aa Aa

As manifestações estão de regresso a Bishkek. Milhares de pessoas, 20 mil segundo os organizadores, sete mil de acordo com a polícia, juntaram-se no centro da capital do Quirguistão e prometem aí ficar até à demissão do presidente Bakiev. Já foram instaladas dezenas de tendas.

Face à multidão, o principal líder da oposição e ex-primeiro-ministro, Félix Kulov, afirmou que estão na rua para defender a honestidade, o cumprimento da lei, a luta contra a corrupção e contra pessoas que dividem o país e exploram o medo.

Desde 2005, após a Revolução das Tulipas, a instabilidade reina no país da Ásia Central. O presidente Kurmanbek Bakiev, no poder desde a revolução, é acusado de não ter implementado as reformas políticas e económicas que prometeu. Ontem, apresentou no parlamento um novo projecto de Constituição, que reduz os seus poderes. Mas não basta para a oposição, que apresentou uma outra proposta de Magna Carta.

Bakiev diz-se disponível para negociar, acusa a oposição de não ouvir e avisa que recorrerá à força se houver desordem pública. A polícia montou um dispositivo de segurança especial junto aos edifícios públicos.