Última hora

Última hora

Ministros do G7 começam encontro anual

Em leitura:

Ministros do G7 começam encontro anual

Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros das Finanças e governadores dos bancos centrais dos sete países mais industrializados do mundo começam hoje uma reunião, em Washington. Na agenda estão temas como os desequilíbrios mundiais ou o estado de desenvolvimento dos mercados financeiros.

Esta cimeira pode ser ensombrada plo escândalo que envolve o presidente do Banco Mundial, Paul Wolfowitz, que não se sabe se vai ou não comparecer.

O encontro anunal acontece antes de reuniões importantes do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional (FMI) que, recentemente, no relatório da Primavera, confirmou as previsões de um crescimento global sólido, mas em desaceleração.

Segundo o FMI, os Estados Unidos devem ser, dos sete países que compõem o grupo, aquele com a taxa de crescimento mais elevada. A Alemanha e a Itália têm as taxas mais baixas, ambas de 1,8%.

A China ocupa também um lugar importante na agenda. Ao lado de outras economias em vias de desenvolvimento, como é o caso da Índia, o país está a tomar um lugar cada vez mais importante no panorama mundial, com um crescimento a rondar os 10%.

As taxas de câmbio são um dos temas mais sensíveis. Os Estados unidos não vão deixar de insistir no tema da sub-avaliação da moeda chinesa, o yuan. Para segunda-feira, está marcada uma reunião entre americanos e chineses a este respeito.

Washington vai também insistir nas negociações para o comércio livre. Espera-se que a série de encontros conhecida como ronda de Doha possa chegar ao fim ainda este ano.