Última hora

Última hora

Comédia na AG da Telecom Italia

Em leitura:

Comédia na AG da Telecom Italia

Tamanho do texto Aa Aa

Esta segunda-feira foi um dia decisivo para a Telecom Italia, com o início de uma assembleia-geral de accionistas que deve eleger um novo Conselho de Administração, numa altura em que se prevêem grandes mudanças na estrutura accionista do grupo.

O comediante Beppe Grillo é um dos presentes nesta reunião e não deixa de brincar com aquilo que considera ser a situação a que chegou a empresa: “Este relatório de contas mais parece um tratado neuro-psiquiátrico. É uma maravilha: são todos uns vendidos”, diz.

O grupo Pirelli está a negociar a venda de uma fatia importante da Olimpia, a empresa que é accionista maioritária do grupo de telecomunicações. A Pirelli detém 80% da Olimpia. Os outros dois quintos estão nas mãos da Benetton. A Olimpia, por sua vez, controla quase 18% da Telecom Italia. O resto do grupo está disperso em bolsa.

Os sindicalistas presentes na reunião pedem que haja regras na forma como a empresa vai ser vendida. Um deles diz que “o mais importante é que a empresa fique no país”. Um consórcio formado pela norte-americana At&T e pela América Móvil, do milionário mexicano Carlos Slim, está interessado em comprar, à Pirelli, uma fatia imoprtante da Telecom Italia. Também o banco Intesa Sanpaolo pode vir a comprar uma parte da operadora de telecomunicações, segundo admitiu o próprio presidente do grupo.