Última hora

Última hora

Radicais do bloco Sadr abandonam governo iraquiano

Em leitura:

Radicais do bloco Sadr abandonam governo iraquiano

Tamanho do texto Aa Aa

O líder do movimento xiita radical iraquiano cumpriu a promessa. O movimento de Moqtada al Sadr anunciou, oficialmente, o abandono do governo do primeiro-ministro al-Maliki. O anuncio foi feito em Bagdade, por Naser al Rubai, chefe do grupo parlamentar do bloco. As razões são aquelas que Sadr vem denunciando: a recusa do chefe do governo em negociar um calendário para as forças militares estrangeiras no país, particularmente as norte-americanas e a incapacidade de al Maliki para combater a insegurança.

No dia 9 de Abril, data do quarto aniversário da queda de Bagdade, cerca de um milhão de pessoas pediu, nas ruas de Najaf, a retirada estrangeira. No dia 10, no Japão, al Maliki insistia que “não é o momento para retirar nem para fixar um calendário nesse sentido”.

O líder parlamentar disse, na conferência de imprensa, que tem esperança que os seus seis ministros sejam substituídos por independentes que representem a vontade do povo. Mas esta iniciativa não promete o aligeirar da violência. Já esta manhã, mais de uma dezena de pessoas perdeu a vida em dois atentados simultâneos em bairros xiitas de Bagdade.