Última hora

Última hora

Imprensa russa recorda o homem que soube deixar o poder

Em leitura:

Imprensa russa recorda o homem que soube deixar o poder

Tamanho do texto Aa Aa

As bandeiras estão a meia haste na Rússia em homenagem a Boris Yeltsin, o herói desajeitado que soube deixar o poder, como assinala a imprensa de Moscovo. Os jornais sublinham também outro facto insólito na história russa. Boris Yeltsin foi o único político a pedir perdão publicamente pelos seus erros. Os erros que lhe apontam são sobretudo dois, as privatizações que apenas enriqueceram os oligarcas e a primeira guerra na Chechénia. Mas mesmo o seu principal adversário nos anos 90, o dirigente da extrema-direita Vladimir Jirinovsky, reconhece o maior legado de Boris Yeltsin, a liberdade. E por isso os russos lhe devem estar gratos, rematou.

O antigo chefe de Estado vai a enterrar quarta-feira que será dia de luto nacional. O corpo de Boris Yeltsin está a partir desta tarde em câmara ardente. O funeral de Estado vai decorrer na catedral do Cristo Redentor, um templo que foi arrasado por ordem de Estaline e mandado reconstruir por Yeltsin.