Última hora

Em leitura:

Washignton e Berlim lamentam morte de Ieltsin


mundo

Washignton e Berlim lamentam morte de Ieltsin

A morte do antigo líder russo suscitou reacções por parte da comunidade internacional. A chanceler alemã angela Merkel lembrou em Brandenburgo, onde prepara uma cimeira europeia, que “ a retirada das antigas tropas soviéticas da Alemanha se desenrolou durante a presidência de Boris Ieltsine”, adiantando que “por isso ele ficará para sempre nas nossas memórias, para a Alemanha e para os alemães, como um bom amigo”.

Do outro lado do atlântico, em Washington, o presidente Bush também não esqueceu o primeiro presidente eleito da Rússia. A porta-voz da Casa Branca Dana perino: “Ele teve um papel central na dissolução da União Soviética, ajudou a lançar as bases da liberdade na Rússia, e tornou-se no primeiro líder eleito democraticamente na história do país. Eu agradeço os esforços do presidente Ieltsin na construção de uma relação forte entre a Rússia e os Estados Unidos. Nós enviamos as nossas sinceras condolências à família Ieltsin e ao povo russo”.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Imprensa russa recorda o homem que soube deixar o poder