Última hora

Última hora

Cidade do México diz sim à IVG

Em leitura:

Cidade do México diz sim à IVG

Tamanho do texto Aa Aa

A Cidade do México legalizou o aborto durante as 12 primeiras semanas de gestação. A igreja católica ameçava excomungar os deputados da assembleia legislativa do distrito federal do México, mas o projecto-lei acabou por ser aprovado por larga maioria.

A capital mexicana encontra-se limitada a norte, oeste e oriente pelo Estado do México e a sul pelo de Morelos. Trata-se da maior cidade do país e uma das maiores do mundo. A legalização do aborto não deixou ninguém indiferente. Os defensores da prática foram os primeiros a sair à rua para festejar.

Estima-se que cerca de 2.000 mulheres morram todos os anos no México devido à realização de abortos em clínicas clandestinas. Ainda, assim, e no resto do país, a interrupção voluntària da gravidez continua a ser proibida. A adopção desta lei poderá influênciar os restantes distritos a avançar com a despenalização.

Recordo, que Cuba, Guyana e Porto Rico eram até agora os únicos países da América da Latina que autorizavam a prática do aborto.