Última hora

Última hora

Cerimónia solene em memória das vítimas de Chernobyl

Em leitura:

Cerimónia solene em memória das vítimas de Chernobyl

Tamanho do texto Aa Aa

Faz esta quinta feira 21 anos que se deu o trágico acidente nuclear de Chernobyl.
Numa cerimónia solene em Kiev, o presidente Viktor Yushchenko juntou-se a centenas de ucranianos para recordar as vítimas do maior desastre nuclear de sempre.

Tudo começou na sequência de um teste ao quatro reactor da central, que não correu da melhor maneira. Segue-se uma explosão mais radioactiva que a bomba lançada em Hiroshima, lançando, uma nuvem sobre parte do Norte da Europa.

A Ucrânia e a Bielorrússia, então integradas na URSS, foram os países mais afectados. 30 pessoas morreram em resultado directo do combate às chamas. Nos arredores da central mais de 38.000 perderam a vida.

Mas ao fim de duas décadas, o número de vítimas continua a ser controverso. As Nações Unidas estimam que cerca de 9 mil venham a morrer de doenças oncológicas relacionadas com Chernobyl.