Última hora

Última hora

Rússia ameaça abandonar Tratado sobre Forças Convencionais

Em leitura:

Rússia ameaça abandonar Tratado sobre Forças Convencionais

Tamanho do texto Aa Aa

Críticas e ameaças dominaram o oitavo e último discurso de Valdimir Putin sobre o estado da nação Para o Presidente Russo o aumento do investimento estrangeiro funciona como um factor
desestabilizador no país.

Nas declarações desta quinta feira o chefe de Estado ameaçou, ainda, suspender o cumprimento do Tratado sobre Forças Convencionais na Europa.

Puntin garante, que a moratória irá vigorar, no mínimo, até que todos os membros da NATO ratifiquem o Tratad, mas sublinha que a Rússia poderá mesmo abandoná-lo sobre Forças Convencionais na Europa. O país, afirma, “está limitado na deslocação das forças armadas no seu próprio território e tem limitações nos flancos Sul e Norte”. Putin acusa, ainda, os parceiros de nem sequer terem ratificado esse tratado “que tanto afecta a Rússia”, de agirem de forma incorrecta e de planearem a instalação de elementos de sistemas de defesa anti-aérea na República Checa e Polónia.

Na mensagem anual ao Parlamento, o presidente russo fez, ainda, um balanço positivo da economia. O rendimento da população terá aumentado substancialmente desde 2000, enquanto que a pobreza terá registado uma redução signficativa.