Última hora

Última hora

Dirigentes kosovares dizem-se prontos para a independência

Em leitura:

Dirigentes kosovares dizem-se prontos para a independência

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de Belgrado Pristina. Os embaixadores dos países com assento no Conselho de Segurança das Nações Unidas iniciaram na Sérvia uma missão de informação que se estende ao Kosovo.
O presidente do Kosovo, Fatmir Sejdiu, considera que “depois destes encontros, extremamente importantes, é tempo de encontrar uma solução, o Kosovo está pronto e devemos trabalhar juntos para a construção de uma democracia e de um estado moderno para todos os cidadãos sem olhar a que comunidade pertencem”. A província, formalmente parte da Sérvia e administrada pela ONU desde o conflito de 1999, deverá ter um estatuto futuro definido em breve.
O Conselho de Segurança da ONU deve pronunciar-se nas próximas semanas, sobre o plano apresentado em Fevereiro pelo enviado especial Martti Ahtisaari e que prevê uma “independência vigiada” durante um período transitório em que a NATO se vai manter no terreno e a ONU dará lugar a uma missão da UE, mas esta proposta conta com forte oposição da Sérvia e da Rússia.
Os sérvios do Kosovo manifestaram-se hoje junto à fronteira servo-kosovar reclamando o regresso de 200 mil cidadãos à província.