Última hora

Última hora

Gul não eleito presidente à primeira volta, TC decide sobre invalidação do escrutínio parlamentar turco

Em leitura:

Gul não eleito presidente à primeira volta, TC decide sobre invalidação do escrutínio parlamentar turco

Tamanho do texto Aa Aa

Abdullah Gul, chefe da diplomacia turca, não conseguiu votos suficientes no parlamento para ser eleito chefe de Estado à primeira volta.

Os deputados da oposição na Assembleia pediram a invalidação do voto que esta tarde teve lugar para eleger o Presidente da República.

Os parlamentares procederam ao voto, num sufrágio com um candidato único – Abdullah Gul – o ministro dos Negócios Estrangeiros que faz parte do partido no poder, o AKP. O candidato da oposição desistiu da candidatura antes mesmo de os deputados começarem a votar.

O CHP, a formação rival do AKP, boicotou o escrutínio em conjunto com dois pequenos partidos e vão pedir a invalidação junto do Tribunal Constitucional.

O objectivo é provocar a dissolução do parlamento e eleições antecipadas, a única forma de evitar que Abdullah Gul seja eleito o 11o presidente da Turquia e de afastar os receios de islamização do país.

Todos esperam o parecer do Tribunal Constitucional que poderá dar razão aos opositores do escrutínio, e dissolver o parlamento ou invalidar apenas esta primeira volta, ou pode concordar com o partido do poder e assim Abdullah Gul poderá ser eleito presidente da República.