Última hora

Última hora

Protestos violentos contra desmantelamento de monumento a soldados soviéticos na Estónia

Em leitura:

Protestos violentos contra desmantelamento de monumento a soldados soviéticos na Estónia

Tamanho do texto Aa Aa

Confrontos e detenções ensombram relações diplomáticas entre a Estónia e a Rússia. Cerca de um milhar de pessoas protestaram de forma violenta contra as intenções do governo da Estónia de deslocalizar um monumento em Talin, dedicado aos soldados soviéticos que combateram na II Guerra Mundial.

As autoridades tencionam mudar a estátua para um cemitério, em finais de Maio, e esta semana prepararam o terreno para começar a exumar os restos mortais de soldados ali enterrados. Para dispersar os manifestantes, as forças da ordem utilizaram gás lacrimogéneo e 11 pessoas foram detidas.

O assunto tem vindo a azedar ainda mais as relações entre Talin e Moscovo. A Rússia considera inadmissível que se mexa num monumento dedicado a alguém que perdeu a vida para libertar o país do jugo alemão. Já as autoridades estónias consideram que muitos cidadãos sentem que os soviéticos não foram libertadores mas sim novos ocupantes.

A Estónia e a Rússia têm tido problemas diplomáticos desde o colapso da União Soviética, principalmente devido ao estatuto da minoria russófona.