Última hora

Última hora

Bayrou e Ségolene longe da união

Em leitura:

Bayrou e Ségolene longe da união

Tamanho do texto Aa Aa

A candidata socialista à segunda volta da eleição presidencial francesa debateu com o centrista François Bayrou mas os dois campos estão longe da união. Um debate sem precedentes que foi transmitido ao último minuto por uma televisão privada depois de ter sido previsto e anulado devido a alegadas pressões do campo Sarkozy num outro canal.

François Bayrou deixou claro que deste frente a frente “não sairia um alinhamento” nem do seu partido nem do partido de Ségolene Royal. No entanto os dois líderes parecem convergir pelos menos no plano económico: “Serão as despesas activas na formação, na educação, na inovação, no desenvolvimento ecológico e os investimentos nestas áreas que irão criar os empregos de amanhã. Aqui está o novo crescimento durável, que espero conseguir, e conto ter uma larga maioria para isso, mesmo se estamos em desacordo sobre a forma de ver certas coisas, está-se a ver que discutindo a aproximação não é impossível”, declara a candidata socialista.

Dentro de oito dias, 06 de Maio, Ségolene Royal disputará com o conservador Ncolas Sarkozy a segunda volta das presidenciais. É a primeira vez na V República que um candidato que se qualificou para disputar a última ronda das presidenciais francesas entra num debate com um candidato eliminado na primeira. Sarkozy afirmou hoje que “não se interessaria” pelo conteúdo do debate entre Royal e Bayrou e ironizou: “numa final da taça do mundo nunca se viu um jogo onde entra o número três.