Última hora

Última hora

Tensão entre Talin e Moscovo

Em leitura:

Tensão entre Talin e Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

Segunda noite de violência em Talin causou 74 feridos e mais de 600 detenções. São os mais graves confrontos desde a independência da Estónia em 1991 que opõem a comunidade russa e os estonianos. Na origem dos incidentes está a decisão do governo estoniano em deslocar a estátua de homenagem aos soldados do exército vermelho, que para os russos representa um memorial aos que combateram o fascismo durante a segunda grande guerra, mas que para os estonianos é uma dolorosa lembrança de 50 anos de ocupação soviética. Centenas de jovens da comunidade russa manifestaram-se tendo destruído lojas e edifícios públicos, a polícia recorreu a canhões de água e matracas para controlar os protestos.
De Moscovo chegam também reacções negativas à decisão do governo de Talin.

O Kremlin qualificou “de sacrílega e desumana” a desmontagem do monumento em Tallin e ameaçou com sanções económicas ao vizinho país báltico, enquanto que o Senado incitou o presidente russo, Vladimir Putin, a quebrar as relações diplomáticas com a Estónia.