Última hora

Última hora

Cemitério militar de Talin recebe hoje polémico monumento soviético

Em leitura:

Cemitério militar de Talin recebe hoje polémico monumento soviético

Tamanho do texto Aa Aa

As obras no cemitério militar de Talin para acolher o monumento ao combatente soviético na II Guerra Mundial já começaram. A estátua de Bronze estava colocada no centro da capital da Estónia e hoje deverá ser colocada na nova morada. As autoridades também já concluíram a exumação dos restos mortais de 13 soldados no local onde o monumento se encontrava.

A decisão do governo estónio causou a revolta da comunidade russa no país e a indignação do Kremlin. Moscovo qualificou a acção de sacrilégio e de desrespeito para com os soldados que perderam a vida a combater os Nazis na II Guerra Mundial e chegou mesmo a ameaçar com sanções.

A Duma enviou esta segunda-feira uma delegação para apreciar o destino dado aos restos mortais e à estátua. A Estónia refere que o monumento evoca 50 anos de ocupação e não uma libertação e que o cemitério é o local mais apropriado para o acolher. A decisão provocou duros protestos durante 4 dias consecutivos. Nos confrontos com as forças da ordem, uma pessoa morreu e 200 foram detidas.