Última hora

Última hora

Estados Unidos e União Europeia juntos nos grandes desafios mundiais

Em leitura:

Estados Unidos e União Europeia juntos nos grandes desafios mundiais

Tamanho do texto Aa Aa

Em Washington, no final da cimeira anual entre os dois blocos, o tom era de harmonia. Uma harmonia que George W. Bush gostaria que abrangesse a Rússia, que não vê com bons olhos um escudo antimíssil americano que abranja a Europa. O presidente norte-americano afirmou ter “a intenção de dizer à Rússia que o sistema antimíssil é algo no qual ela devia equacionar participar”. E afirmou: “É do interesse da Rússia ter um sistema que possa evitar um ataque por parte de um futuro regime iraniano, por exemplo.”

O Irão é outro ponto de convergência, nesta Cimeira. Ambas as partes apelam a Teerão para que renuncie às actividades nucleares. Estados Unidos e União Europeia manifestaram igualmente um acordo de princípio sobre as mudanças climáticas e a redução do CO2. A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou que se trata de um “problema” comum. “É preciso encontrar uma solução”, diz. E acrescenta: “Há, certamente, diferentes abordagens para resolver este problema, temos um conjunto de possibilidades e, entre elas, o compromisso dos Estados Unidos de desenvolverem os biocombustíveis, para que representem 20% do mix de energia em 2020.”

Mas o ponto mais tangível desta Cimeira, que marcou a primeira visita de Merkel a Washington enquanto presidente em exercício da União, é o reforço dos laços económicos bilaterais, através da queda das barreiras não tarifárias.