Última hora

Última hora

Prisão perpétua para cinco conspiradores terroristas

Em leitura:

Prisão perpétua para cinco conspiradores terroristas

Tamanho do texto Aa Aa

O tribunal londrino de Old Bailey condenou a prisão perpétua cinco homens considerados culpados de terem planeado vários atentados na Grã-Bretanha com bombas fabricadas a partir de fertilizante. Omar Khyam, o líder, Jawar Akbar, Anthony Garcia, Waheed Mahmood e Salahhuddin Amin apenas poderão usufruir de liberdade condicional após cumprirem um tempo mínimo de prisão, que vai dos 35 aos 40 anos.

Todos alegam estar inocentes. O caso remonta a Novembro de 2003, quando o gang comprou nitrato de amónio (fertilizante) e o guardou num depósito de Londres. Os funcionários do depósito suspeitaram e alertaram a polícia. O MI-5 começou então a investigar o grupo que tinha como alvo um grande clube nocturno, um centro comercial da capital britânica e sistemas de distribuição de energia.

O grupo foi detido em 2004. O ministro britânico do Interior, John Reid, louvou o trabalho policial. “Cinco terroristas muito perigosos estão agora atrás das grades graças aos nossos serviços de segurança e da nossa polícia. Quero dar-lhes as minhas felicitações pessoais e a gratidão de todos nós neste país”, disse Reid.

Durante o julgamento, que durou mais de um ano, ficou também a saber-se que os arguidos tinham fortes ligações à al-Qaida e que alguns tiveram contacto com os responsáveis pelos mortíferos atentados de Londres de 2005.