Última hora

Última hora

'Roaming' mais baixo no Verão está ameaçado

Em leitura:

'Roaming' mais baixo no Verão está ameaçado

Tamanho do texto Aa Aa

Baixar os preços do ‘roaming’ ainda este Verão é o desejo da Comissão e do Parlamento Europeu. Mas nada está garantido. As duas instituições reuniram-se, esta quarta-feira, com os Estados membros mas não conseguiram chegar a um acordo sobre os preços que os consumidores devem pagar por cada minuto de chamada efectuada ou recebida no seu telemóvel noutro Estado membro.

Os Estados membros, saíram em defesa dos operadores de telemóveis dos respectivos países e apresentam propostas bem mais elevadas do que as do Parlamento Europeu. Há cerca de um mês, em comissão parlamentar, a proposta inicial de Bruxelas foi revista em baixa. Os eurodeputados propõem um máximo, por minuto, de 40 cêntimos de euro para as chamadas efectuadas e 15 para as recebidas. Agora, os Estados membros não estão dispostos a aceitar menos do que, respectivamente, 60 e 30 cêntimos e isto apenas para os nossos contratos. Os deputados, por seu lado, defendem que a baixa dos preços seja automaticamente aplicada a quem já tem um telemóvel.

Actualmente, os preços oscilam entre os três euros por minuto para uma chamada feita por um cipriota na Bélgica, e os 12 cêntimos para um dinamarquês que esteja na Finlândia.

Se não chegarem a acordo ainda esta semana, a votação, em sessão plenária no Parlamento Europeu, corre o risco de ser adiada. Está prevista para a próxima semana, mas poderá passar para o final do mês. Se assim for, a tão esperada baixa dos preços do ‘roaming’ talvez não entre em vigor este Verão.