Última hora

Última hora

Socialistas lançam polémica contra férias de Sarkozy

Em leitura:

Socialistas lançam polémica contra férias de Sarkozy

Tamanho do texto Aa Aa

O futuro presidente francês, Nicolas Sarkozy, considera não ter que se desculpar pelos dias de descanso na ilha de Malta a bordo de um iate. Ainda no rescaldo das eleições presidenciais, a oposição francesa lançou a controvérsia em torno das férias de Sarkozy, acusando-o de opulência e promiscuidade.

O conservador defendeu-se ao referir, que “se já tivesse sido investido no cargo de presidente da república, teria permanecido a trabalhar. A constituição dá-me estes dias. Quero usufruir deles tranquilamente. Vocês sabem que os franceses são pessoas lúcidas e sensatas que sabem diferenciar a polémica da política”.

Os opositores acusam Sarkozy também de promiscuidade, já que o iate e o avião com que o futuro presidente se deslocou pertencem a Vincent Bollore, um magnata francês da comunicação social.

“É alguém que acabou de fazer campanha nas fábricas, na França que acorda cedo, depois muda-se imediatamente para a França opulenta. É uma incrível colisão de interesses com um dos maiores capitalistas franceses, que é ao mesmo tempo proprietário de empresas de comunicação”, disse Vincent Peillon, porta-voz do PS.

Em Paris, o chefe de Estado cessante, Jacques Chirac, presidiu ao último conselho de ministros, a uma semana de passar o testemunho a Sarkozy, que permanece alvo de protestos violentos nas principais cidades francesas.