Última hora

Última hora

Toyota reforça posição de "número um"

Em leitura:

Toyota reforça posição de "número um"

Tamanho do texto Aa Aa

A Toyota continua de vento em popa. A construtora automóvel japonesa viu os lucros subirem quase um décimo, no primeiro trimestre do ano, que foi também o último do ano fiscal. A marca fez sete exercícios consecutivos com vendas recorde. No último ano vendeu 8,5 milhões de carros e cometeu a proeza de ultrapassar a norte-americana General Motors no lugar de número um mundial.

Comparando os números de ambas as construtoras, a Toyota continua à frente da rival norte-americana, tanto em termos de vendas, como em termos de produção. A Toyota vendeu 2,35 milhões de carros, ou seja, mais 110 000 que a GM.

Estes números são a melhor prenda de aniversário que a construtora japonesa poderia ter, agora que comemora 70 anos de existência. Para o presidente, Katsuaki Watanabe, os objectivos são ambiciosos: “Penso que é importante empreendermos um esforço para chegarmos aos 8,89 milhões de carros vendidos. As várias divisões da empresa, do desenvolvimento ao marketing, têm que melhorar em termos de qualidade. Esse é o nosso enfoque e é algo que não pode falhar. Há muito para fazer”.

A Toyota beneficiou com a popularidade dos veículos híbridos, como o Prius, que põem a ecologia no centro das atenções, ao misturar combustível e energia eléctrica. Na América do Norte, o principal mercado da construtora, a toyota esteve a crescer, graças a modelos como o Camry, o Yaris ou o Rav4.