Última hora

Última hora

Damasco recusa cooperação com tribunal da ONU

Em leitura:

Damasco recusa cooperação com tribunal da ONU

Tamanho do texto Aa Aa

A Síria rejeita qualquer tipo de cooperação com o Tribunal Internacional que deverá julgar os assassinos do antigo primeiro ministro Rafic Hariri.

A garantia foi dada pelo presidente Bachar al Assad perante o parlamento sírio ao afirmar na assembleia que “a questão do Tribunal Internacional tem a ver estrictamente com o Líbano e as Nações Unidas, tanto quanto sabemos. Não nos diz respeito directamente” adiantando que “ A Síria não irá cooperar, neste ou em qualquer outro assunto, desde qua a sua soberania esteja ameaçada de alguma forma”.

O Conselho de Segurança da ONU aprovou em novembro último a criação de um tribunal internacional para julgar os alegados autores do atentado que tirou a vida a Hariri em Fevereiro de 2005 na capital libanesa.

O tribunal foi projectado depois de uma comissão de inquérito das Nações Unidas ter revelado o envolvimento de membros dos serviços secretos libaneses e sírios na morte do antigo chefe de Governo libanês. Acusações que Damasco sempre negou.