Última hora

Última hora

Responsáveis afegãos acusam forças internacionais de bombardear civis

Em leitura:

Responsáveis afegãos acusam forças internacionais de bombardear civis

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 21 civis morreram ontem na sequência do bombardeamento de uma aldeia no Sul do Afeganistão. Dezenas de vítimas encontram-se ainda soterradas nos escombros das habitações. Segundo responsáveis locais, o ataque terá sido levado a cabo pelas forças internacionais presentes no país.

Até ao momento tanto a NATO como o comando norte-americano no Afeganistão negam ter realizado qualquer ataque na zona de Sangin, na região insurrecta de Helmand, onde as tropas internacionais lançaram em março uma mega-operação anti-Talibã.

Em Abril pelo menos três bombardeamentos tinham atingido zonas civis, levando mesmo o presidente Hamid Karzai a convocar as forças internacionais. Ontem o exército norte-americano reconheceu um desses erros, cometido em Março, quando os marines mataram 19 civis afegãos no Leste do país. Alguns militares terão sido afastados na sequência do incidente, mas o exército afirma que não vai abrir um inquérito ao ataque.