Última hora

Última hora

Governo paquistanês dá ordens a paramilitares para atirar contra qualquer pessoa em cenas de violência séria

Em leitura:

Governo paquistanês dá ordens a paramilitares para atirar contra qualquer pessoa em cenas de violência séria

Tamanho do texto Aa Aa

O governo paquistanês deu autorização às tropas paramilitares em Karachi para atirarem contra qualquer pessoa envolvida em cenas de violência séria. É mais uma acha para a fogueira, numa altura em que o país se divide entre apoiantes e adversários do presidente.

Em dois dias 37 pessoas morreram e 130 ficaram feridas.

Este domingo, em Karachi perderam a vida três pessoas, entre elas um polícia. Segundo a AFP, as mortes ocorreram em incidentes separados. De acordo com testemunhas, o polícia viajava de motorizada, um grupo de assaltantes queimou a moto onde seguia, o agente foi torturado e depois morto a tiro.

Tudo isto ocorre 24 horas depois de confrontos também em Karachi que provocaram a morte a 34 pessoas, 100 ficaram feridas.

Na origem dos tumultos está a suspensão de funções do juíz do Supremo Tribunal, decretada pelo presidente Pervez Musharraf, por alegada má conduta e abuso de poder.

O juíz Iftikar Chaudry, suspenso por Musharraf, tornou-se símbolo de resistência ao presidente que assumiu o poder há oito anos na sequência de um golpe de Estado.

As cenas de violência ocorreram no dia em que o magistrado se preparava para falar aos apoiantes numa manifestação na cidade. Chaudry nem chegou perto da manifestação, ficou bloqueado no aeroporto de Karachi e não teve outro remédio senão regressar a Islamabad.