Última hora

Última hora

Grupo ligado à Al-Qaida reivindica sequestro de soldados norte-americanos

Em leitura:

Grupo ligado à Al-Qaida reivindica sequestro de soldados norte-americanos

Tamanho do texto Aa Aa

Dois atentados fazem dezenas de vítimas mortais no Iraque, no mesmo dia em que um grupo ligado à Al-Qaida reivindicou o rapto de três soldados norte-americanos.

Um atentado com uma viatura armadilhada fez pelo menos 50 mortos e mais de 100 feridos em Makhmur, no norte do país.

O ataque visou um conjunto de edifícios oficiais, entre os quais a sede local do Partido Democrático do Curdistão, onde decorria uma reunião de dirigentes da segurança local.

A explosão na cidade que faz fronteira com a região autónoma do Curdistão matou um general da polícia e feriu o Presidente da Câmara.

Um outro atentado, também com uma viatura armadilhada, fez pelo menos 10 mortos e 40 feridos no centro de Bagdade. O mercado de Sadriyah, onde se deu a explosão, já foi visado por vários ataques.

Este domingo, o Estado Islâmico do Iraque, que representa uma aliança de grupos sunitas com ligações à Al-Qaida, reivindicou através da Internet o rapto de três soldados norte-americanos.

Os militares foram dados como desaparecidos no sábado, na sequência de uma mortífera embuscada a sul da capital, na qual quatro soldados norte-americanos e um tradutor iraquiano perderam a vida.

O exército dos Estados Unidos mobilizou quatro mil homens nas buscas pelos militares.