Última hora

Última hora

Ministro do Interior palestiniano demite-se por "não ter capacidade para trabalhar", depois dos confrontos entre facções

Em leitura:

Ministro do Interior palestiniano demite-se por "não ter capacidade para trabalhar", depois dos confrontos entre facções

Tamanho do texto Aa Aa

Os confrontos desta manhã em Gaza levaram o ministro do Interior a pedir a demissão. Hamas e Fatah combatem nas ruas desde sexta-feira. A nova vaga de violência já provocou pelo menos oito mortos e 50 feridos. O ministro do Interior, retirou-se do cargo alegando não ter condições para trabalhar. Era independente no executivo, tinha a tarefa de reunir as forças do Hamas e do Fatah.

Na origem dos confrontos está o estacionamento de uma força de segurança nacional nas ruas de Gaza na quinta-feira, uma medida ordenada pelo presidente Mahmoud Abbas que não agradou aos islamitas do Hamas.

O porta-voz do executivo palestiniano, o ministro da Informação, independente, assegura que estão empenhados em acabar com o conflito em Gaza. Mas o Hamas e o Fatah não podem estar juntos num governo de unidade nacional e ao mesmo tempo combaterem uns contra os outros nas ruas.

Em Israel, o governo reuniu-se de emergência. Os confrontos entre o Fatah e o Hamas para já não afectam directamente o Estado hebraico, mas a ministra da Defesa está atenta aos rockets Kassam que voltaram a atravessar a fronteira de Gaza para o sul de Israel.

Os escritórios do Hamas e do Fatah foram incendiados, depois de uma emboscada do Hamas contra o porta-voz do Fatah em Gaza. São as piores cenas de violência entre as duas facções palestinianas dos últimos dois meses, depois da trégua acordada em Meca em Fevereiro.