Última hora

Última hora

Pervez Musharraf enfrenta a ira das ruas no Paquistão

Em leitura:

Pervez Musharraf enfrenta a ira das ruas no Paquistão

Tamanho do texto Aa Aa

A oposição paquistanesa convocou para hoje uma greve geral em todo o país, tomando as ruas das principais cidades, para protestar contra a demissão do presidente do Supremo Tribunal. A vaga de contestação tinha sido marcada no fim-de-semana, em Karachi, por mais de 40 mortos na sequência de confrontos entre grupos pró-governamentais e pró-oposição.

Em Karachi as manifestanções estão proibidas e a polícia tem ordem para disparar sobre eventuais protestos. Em Lahore, Peshawar, Rawalpindi e Quetta, milhares de pessoas exigiram a demissão do presidente, entre os quais centenas de advogados: “Exigimos que Musharraf abandone o poder e que o presidente do Supremo Tribunal regresse ao cargo, para garantir um processo eleitoral justo e transparente”.

O afastamento do juíz do supremo tribunal, Iftikar Mohammed Chaudry, é considerado como um ataque do poder militar à independência do sistema judicial. Chaudry era visto como um obstáculo à recandidatura de Musharraff no final do ano.

Num incidente separado, um responsável do Supremo Tribunal foi abatido a tiro em Islamabad.
A polícia afirma tratar-se de um crime de delito comum, mas que poderá agravar a pior crise vivida por Musharraf desde a chegada ao poder em 99.