Última hora

Última hora

Braço direito de Sarkozy nomeado primeiro-ministro de França

Em leitura:

Braço direito de Sarkozy nomeado primeiro-ministro de França

Tamanho do texto Aa Aa

O novo presidente francês nomeou François Fillon para o cargo de primeiro-ministro. Uma escolha que não é uma surpresa. Fillon, de 53 anos, foi o director de campanha de Nicolas Sarkozy e é um dos principais artífices da ascenção do novo chefe de Estado no seio do partido UMP .

O novo número um do governo sucede no cargo a Dominique de Villepin, com quem se encontrou esta manhã no palácio de Mantignon, sede do governo, durante uma breve cerimónia de tomada de posse. Fillon afirmou que respeitará todos os compromissos feitos, “porque a renovação da vida política o exige. Estarei à escuta de todos porque a França em movimento necessita de todos”, sublinhou.

Antigo ministro da Educação e ministro dos Assuntos Sociais do governo Raffarin, Fillon é, como Sarkozy um dissidente do núcleo “chiraquiano” do partido UMP. Foi o autor da impopular reforma do sistema de pensões em 2003 e iniciador do processo de flexibilização das 35 horas semanais, duramente criticado pela esquerda.

Defensor de um política social de direita, Fillon é apontado como o mais à esquerda dos conservadores, o que poderá facilitar o diálogo com os sindicatos para aplicar o ousado programa de reformas de Sarkozy. A constituição do novo governo deverá ser anunciada amanhã. Um executivo de 15 ministros, onde deverão figurar chiraquistas de gema, como Allan Juppé, mas também socialistas, como Bernard Kouchner.