Última hora

Última hora

Confrontos no norte do Líbano provocam pelo menos 20 mortos

Em leitura:

Confrontos no norte do Líbano provocam pelo menos 20 mortos

Confrontos no norte do Líbano provocam pelo menos 20 mortos
Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 20 pessoas morreram nos confrontos entre o exército libanês e militantes do grupo radical palestiniano Fatah al-Islam, considerado como sendo próximo da al-Qaida.

Os combates começaram de madrugada em Tripoli, segunda maior cidade libanesa, quando ao que tudo indica os militantes islamitas atacaram um posto do exército libanês e estenderam-se até ao campo de refugiados palestiniano de Nahr al-Bared, bastião do grupo Fatah al-Islam.

As Forças de Segurança Libanesas confirmaram a morte de pelo menos 11 soldados. O Fatah al-Islam reconheceu que pelo menos três dos seus membros morreram nos confrontos com o exército. Mas fontes militares falam de sete mortos.

Ao início da tarde, as trocas de tiros em Tripoli eram menos intensas. O ministro de Estado libanês, Michel Faraoun afirmou que “as forças de segurança cercaram parte dos extremistas para os deterem de forma a poderem ser julgados”.

Se em Tripoli a situação está agora mais calma, o mesmo já não se pode dizer de Nahr al-Bared. Foi precisamente neste campo de refugiados que o grupo composto por extremistas palestinianos e de outras nacionalidades árabes anunciou a sua criação em 2006, o que suscitou uma grande apreensão por parte das autoridades libanesas.

Um acordo libano-palestiniano assinado há 38 anos impede as forças de segurança libanesas de entrarem no interior dos campos de refugiados. Os ataques para o interior de Nahr al-Bared são lançados com artilharia pesada.