Última hora

Última hora

Fatah Al-Islam declara trégua unilateral no Norte do Líbano

Em leitura:

Fatah Al-Islam declara trégua unilateral no Norte do Líbano

Tamanho do texto Aa Aa

Ao final de três dias de combates entre militares e milicianos do Fatah Al-Islam, as armas calaram-se para permitir a entrada de víveres no campo de Nahr Al-Bared, no norte do Líbano. Desde domingo que mais de 30 mil refugiados encontram-se encurralados, sem água, electricidade nem mantimentos, apanhados no fogo cruzado entre os bombardeamentos do exército e a retaliação do grupo armado.

As agências de notícias falam de dezenas de feridos deitados nas ruas à espera de assistência e da revolta da população que chegou a apedrejar veículos da ONU. Pelo menos 27 feridos foram evacuados. A deflagração de tiros de morteiro junto a um camião de mantimentos da ONU, provocou dois mortos civis, obrigando parte da caravana humanitária a retirar do campo.

O grupo armado Fatah Al-Islam tinha proposto esta manhã aos militares uma trégua unilateral por tempo indefinido, depois de afirmar que lutaria até ao último homem. Esta tarde, um alegado membro do grupo Fatah Al-Islam fez deflagrar um cinto de explosivos, quando interpelado pelo exército num edifício da cidade vizinha de Tripoli. A acção não provocou victimas para além do suicida.

Os confrontos tinham-se iniciado no domingo, quando o exército efectuou rusgas em vários apartamentos do movimento radical, suspeito de um assalto a um banco no sábado passado. Desde então que mais de 60 pessoas morreram nos confrontos, entre os quais pelo menos 17 eram civis. A ONU e a Cruz Vermelha mostram-se preocupadas com a situação dos refugiados caso os combates prossigam.

Informações não confirmadas davam conta que o exército libanês tenta recuperar posições próximo do campo de forma a pressionar os militantes armados a render-se.