Última hora

Última hora

Prodi admite Europa a duas velocidades

Em leitura:

Prodi admite Europa a duas velocidades

Tamanho do texto Aa Aa

Está de volta o fantasma de uma Europa a duas velocidades – Romani Prodi esteve esta terça-feira no Parlamento Europeu e deixou essa possibilidade em aberto. Para o chefe do Governo italiano, não é absolutamente necessário que todos os países avancem ao mesmo tempo. O compromisso não é um fim, em si próprio. “Creio que não é necessário avançarmos todos juntos, à mesma velocidade. Eu prefiro ver todos à mesma velocidade, mas se não é sempre possível”, disse.

Em Berlin, onde esteve o primeiro-ministro da Dinamarca, o tema foi o mesmo. Anders Fogh Rasmussen pareceu sensível às propostas de Sarkozy: “Em vez de um tratado constitutional, eu penso que a forma para podermos avançar pode ser um tratado mais curto, emendando simplesmente os tratados existentes. Uma emenda focalizada nos elementos nucleares para se certificar uma União Europeia de 27, a trabalhar eficientemente”. Esta pode ser a velocidade imposta pelos mais fortes. Lentamente, Sarkozy começa a recolher apoios, para a sua proposta.