Última hora

Última hora

Beirute promete não descansar até eliminar grupo Fatah Al-Islam

Em leitura:

Beirute promete não descansar até eliminar grupo Fatah Al-Islam

Tamanho do texto Aa Aa

O governo libanês quer esmagar a revolta do grupo Fatah Al-Islam, no interior do campo de refugiados de Nahr El-Bared no norte do país. A afirmação do primeiro-ministro Fouad Siniora, ocorre num momento em que o exército alargou o perímetro de segurança em torno do campo e parece preparar uma incursão junto à porta sul.

Tiroteios esporádicos ecolodiram durante a manhã junto à entrada norte, sem quebrar a trégua de terça-feira. A Cruz Vermelha tenta transportar 200 toneladas de víveres para o interior, ajudada por ambulâncias do Hamas palestiniano. No interior, cerca de 150 combatentes mostram-se prontos a resistir, enquanto metade dos 31 mil refugiados já se puseram em fuga.

Ontem, responsáveis do Fatah palestiniano tinham afirmado apoiar uma incursão militar, após a evacuação dos civis. Num discurso televisivo, o primeiro-ministro Fouad Siniora afirmou que não se irá render ao terrorismo e prometeu eliminar o grupo, garantindo que não quer que, “exista qualquer tensão ou feudo a separar libaneses e palestinianos”.

Os combates que se iniciaram domingo provocaram até agora 69 mortos, parte dos quais civis. O atentado registado ontem numa povoação druze, o terceiro esta semana a visar uma comunidade na capital, aumenta o temor entre os governantes do reacender de uma guerra civil como a que terminou em 1990.