Última hora

Última hora

Festa no Líbano

Em leitura:

Festa no Líbano

Tamanho do texto Aa Aa

A maioria anti-síria festejou a resolução do Conselho de Segurança da ONU, que decidiu, esta quarta-feira, criar um Tribunal Internacional para julgar os assassinos do ex-primeiro-ministro Rafic Hariri.

Saad Hariri, filho de Rafic, que é também o líder da maioria parlamentar anti-síria, já comentou, num discurso televisivo, a decisão das Nações Unidas. “Nós não pedimos justiça para nos vingarmos, pedimo-la para punir e para apurar a verdade, que deve ser guardada como um sinal de confiança na consciência de todos os libaneses”, afirmou Saad Hariri, antes de visitar o túmulo do pai.

“A ratificação do Tribunal Internacional não deve ser considerada como a vitória de uma facção libanesa sobre a outra. Não é a vitória de um grupo sobre o outro. É uma vitória do Líbano e de todos os Libaneses”, declarou, por sua vez, Fuad Siniora, que também visitou esta quarta-feira o túmulo de Rafic Hariri.