Última hora

Última hora

ONU cria tribunal internacional para o caso Hariri

Em leitura:

ONU cria tribunal internacional para o caso Hariri

Tamanho do texto Aa Aa

O Conselho de Segurança da ONU aprovou a criação de um tribunal internacional, para julgar os responsáveis pela morte de Rafic Hariri, ex-primeiro ministro libanês. O texto foi aprovado com dez votos a favor e cinco abstenções, da Rússia, China, Qatar, Indonésia e África do Sul, que consideram que o conselho se está a intrometer nos assuntos internos do Líbano.

O embaixador do Reino Unido, Emyr Jones Perry,defende que esta não é uma intervenção feita por capricho, para interferir na política interna de um país soberano. O representante acredita que esta medida “é uma resposta ponderada do conselho ao pedido do governo do Líbano para ultrapassar o impasse político em que o país se encontra”.

A morte de Hariri, num atentado com um carro armadilhado em Fevereiro de 2005, foi o primeiro de uma série de assassinatos políticos que destabilizaram o Líbano. Líderes do movimento pró-libanês acusam a Síria de estar por detrás do assassinato de Hariri, mas Damasco nega a acusação e anuncia que não vai cooperar com o tribunal.

O texto prevê a entrada em vigor no próximo dia 10 de Junho da convenção assinada entre o Líbano e as Nações Unidas para a criação do tribunal internacional.